20 de julho de 2013

Aleatório

As noites, os dias
A música, o delírio, o azar
A palma da mão, os olhos fixos
O sorriso descrente, o descuido
O mundo, o sonhar
A janela do quarto, as manchas na camisa
O batom, o reflexo
O cigarro, a queda
O alheio, o opaco
O belo e irreal.

Des (Concerto)

De só esperar sol
sustenido ficou bem mal
ficou sem aspirar
e bemol de só, sorrir só
ficou só e deu dó
nas notas músicas