6 de julho de 2016

Desassossego

Era uma espécie de vago desassossego, um desejo juvenil e sedento para distância, um sentimento tão vivo e tão novo ou há tanto tempo desacostumado e desaprendido, que ele, com as mãos nas costas e o olhar para o chão, parou cativado, para examinar a natureza e o objetivo da emoção.
Era o desejo de viajar, nada mais; mas verdadeiramente parecendo um acesso e intensificado até a paixão, sim, alucinação.
(...) Era um ímpeto de fugir; que confessou a si mesmo, esta saudade para a distância, para a novidade, esta ânsia por libertação, exoneração e esquecimento.

Morte em Veneza | Thomas Mann, Edição, 1971